Voltar para C. Biológicas

Informação do Curso

ciencias biologicas alt

   Direção Geral: Profª. Drª. Maria de Fátima Viegas Josgrilbert.

   Coordenadora do Curso de Ciências Biológicas: Profª. Drª. Caroline do Amaral Polido

Autorizado pela Portaria nº 23 de 10/01/2007

Reconhecido Portaria SERES/MEC nº 251 de 10/12/2013

Renovação Reconhecida Portaria SERES/MEC no 1094, de 24/12/2015

Dados da Criação / autorização:

Documento:  Portaria MEC

No. do Documento: 651, de 10 de dezembro de 2013

Data da Publicação:  12/11/2013

Avaliação MEC – Nota 4,0

Avaliação no ENADE – Nota 3,0

 

Informações para Contato:

email coordenação: carol.bioveg@gmail.com

email secretaria de C.Biológicas: biologia@magsul-ms.com.br

tel: (67) 3437-3825

JUSTIFICATIVA DA IMPLANTAÇÃO DO CURSO

Segundo o Parecer 1301/2001 do CNE/CES: “A Biologia é a ciência que estuda os seres vivos, a relação entre eles e o meio ambiente, além dos processos e mecanismos que regulam a vida. Portanto, os profissionais formados nesta área do conhecimento têm papel preponderante nas questões que envolvem o conhecimento da natureza”. Para tanto, este curso deverá abranger conhecimentos relativos às áreas das ciências: exatas, da terra e humanas, tendo a evolução como eixo integrador, proporcionando o conhecimento dos processos evolutivos e organizacionais dos seres vivos através dos tempos e a possibilidade de reflexão sobre eles, visando a um futuro melhor.

Logo, para o crescimento e desenvolvimento da região, este curso de formação de professores se torna fundamental, uma vez que não existe nenhum semelhante, em um raio de mais de cem quilômetros (100 km).

Partindo-se destes pressupostos e da necessidade de uma formação no campo das ciências biológicas na região, idealizou-se um curso para a formação de profissionais habilitados para o exercício do magistério da Educação Básica, no campo das Ciências Biológicas, com 3 (três) anos de duração.

Justifica-se oferecer um curso com essas características, para atender a demanda, da cidade e vizinhança, no mercado de trabalho, onde existem muitas possibilidades de inserção dos egressos do curso, uma vez que a circunscrição geográfica é bastante progressista e vem experimentando um grande desenvolvimento econômico; um desenvolvimento que faz com que a oferta de serviços nas áreas de educação e saúde necessitem de expansão.

Neste contexto, conforme o CFB (1994), tanto o Bacharel como o Licenciado em Ciências Biológicas poderão desenvolver as atividades constantes da Lei 6.684/79 e do Decreto N°. 88.438/83 citados na descrição do Mercado Global de Trabalho.

De acordo com a LEI Nº 6.684, de 3 DE SETEMBRO DE 1979, que regulamenta as profissões de Biólogo e de Biomédico, o seu Capítulo I, Art 1º esclarece que:

O exercício da profissão de Biólogo é privativo dos portadores de diploma devidamente registrado, de bacharel ou licenciado em curso de História Natural, ou de Ciências Biológicas, em todas as suas especialidades ou de licenciado em Ciências, com habilitação em Biologia, expedido por instituição brasileira oficialmente reconhecida.

Como o curso visa à formação de professores, o licenciado poderá atuar no ensino básico (fundamental e médio) no campo das ciências e biologia, além de outras atividades profissionais compatíveis, visto que as atribuições do Licenciado em Ciências Biológicas são mais amplas na região, em relação às do Bacharel. Embora ambos possam exercer a profissão de Biólogo, somente o Licenciado pode atuar no ensino fundamental e médio.

 

OBJETIVOS DO CURSO

 Objetivo Geral:

            O curso visa à formação de profissionais aptos a atuarem no campo da docência do Ensino Básico, na área das ciências biológicas, preocupados com a evolução, organização, manutenção, reprodução e desenvolvimento da vida, considerada dentro de um esquema integrado com outras várias vidas, sendo capaz de refletir sobre este processo para mudá-lo, melhorá-lo e transformá-lo, tornando o ensino local um fator de integração, de desenvolvimento regional e de melhoria de qualidade de vida.

 

 Objetivos específicos:

 – Propiciar a oferta de referenciais teóricos básicos que oportunizem o indivíduo a atuar de forma criativa em situações diversas, melhorando e transformando a prática docente no campo das ciências sociais (nível de conhecimento);

– Desenvolver as competências necessárias à pesquisa e à prática docente proporcionando o domínio dos conteúdos, métodos e técnicas necessárias ao processo de ensino (formal e não-formal), bem como incentivando o espírito investigativo, na busca por novos conhecimentos (níveís de conhecimento e compreensão);

– Inserir o acadêmico no debate social mais amplo, que envolve questões biológicas e sociais, (multi) culturais, econômicas e profissionais, possibilitando que este perceba-se como um profissional no contexto da sociedade (níveis de conhecimento, de compreensão, de análise e de síntese e de avaliação/julgamento);

– Possibilitar a integração do acadêmico com as instituições escolares e instituições de educação não-formal, possibilitando o exercício da prática docente em articulação com o curso de formação (níveis de aplicação, de conhecimento, de compreensão, de análise e de síntese e de avaliação/julgamento).

Perfil do egresso

Com base nos objetivos propostos e mediante o cumprimento da matriz curricular que visa à construção de competências e habilidades específicas ao licenciado em Ciências Biológicas, traçou-se o perfil profissional desejado. Para isso, o egresso do Curso de Ciências Biológicas da AESP, atendendo-se às Diretrizes Curriculares Nacionais e as necessidades regionais, deverá ser:

– Generalista, crítico, ético, e cidadão com espírito de solidariedade; detentor de adequada fundamentação teórica, como base para uma ação competente, que inclua o conhecimento profundo da diversidade dos seres vivos, bem como sua organização e funcionamento em diferentes níveis, suas relações filogenéticas e evolutivas, suas respectivas distribuições e relações com o meio em que vivem;

– Consciente da necessidade de atuar com qualidade e responsabilidade em prol da conservação e manejo da biodiversidade, políticas de saúde, meio ambiente, biotecnologia, bioprospecção, biossegurança, na gestão ambiental, tanto nos aspectos técnicos-científicos, quanto na formulação de políticas, e de se tornar agente transformador da realidade presente, na busca de melhoria da qualidade de vida;

– Comprometido com os resultados de sua atuação, pautando sua conduta profissional por critério humanísticos, compromisso com a cidadania e rigor científico, bem como por referenciais éticos legais;

– Consciente de sua responsabilidade como educador, nos vários contextos de atuação profissional;

– Apto a atuar multi e interdisciplinarmente, adaptável à dinâmica do mercado de trabalho e às situações de mudança contínua do mesmo;

– Preparado para desenvolver ideias inovadoras e ações estratégicas, capazes de ampliar e aperfeiçoar sua área de atuação.

 

PROPOSTA PEDAGÓGICA DO CURSO

A proposta do curso é que todas as disciplinas tenham um eixo norteador, levando-as a responder a pergunta acima, buscando fazer com que o acadêmico almeje a melhoria da qualidade de vida na região, no entanto compreendendo que essa qualidade de vida não é exclusividade do homem (como espécie), mas de todos os seres vivos envolvidos no ambiente, sendo necessário para isso, o conhecimento da realidade local, usando da descrição, reflexão e análise dos processos pedagógicos e das políticas locais que envolvam essa melhoria.

 

PERGUNTA CONDUTORA DO CURSO

“Como o professor de ciências e biologia pode contribuir para a melhoria da qualidade de vida na fronteira Brasil/Paraguai?”

 

 VOLTAR

Link permanente para este artigo: http://magsul-ms.com.br/faculdade/cursos-magsul/c-biologicas/autorizacao/