↑ Voltar para Educação Física Lic

Informação do Curso

ed fisica oficial_

Direção Geral:

Profª. Drª. Maria de Fátima Viegas Josgrilbert.

Coordenação do Curso:
Prof. Me. João Antonio da Silva Barbosa


Telefone para contato: (67) 3437 – 3803

  
Autorização Portaria nº 766 de 31/05/2000 
Reconhecimento Portaria nº 3.755 de 24/10/05 
Renovação Reconhecimento Port.SERES/MEC nº 286 de 21/12/2012
                                                       

                               LICENCIATURA

  
Duração do curso: 6 semestres

Dados da criação/autorização:

Documento: Portaria MEC Nº. do documento: 766 de 31/05/2000

Data da publicação: 02/06/2000

Número Parecer / Gabinete: 470/2000 CES / CNE

Data Parecer / Gabinete: 10/05/2000

 

Dados de Reconhecimento:

Documento: Portaria MEC Nº. do documento: 3.755 de 24/10/2005

Data da publicação: 25/10/2005

Número Parecer / Gabinete:  2.105 / 2005 SESU

 

Dados da Renovação do Reconhecimento: 

Documento: Portaria do SERES/MEC nº 286 de 21/12/2012

Data da publicação: D.O.U. nº 249 de 27/12/2012

Avaliação do ENADE.

Conceito Final – 3

Ingressantes – 3

Concluintes – 3

IDD – 4 (Índice de Desvio de Desempenho)

 Apresentação

A Faculdade de Educação Ciências e Letras de Ponta Porã, atualmente Faculdades Magsul, mantida pela Associação de Ensino Superior Pontaporanense, atua na região sul do Estado de Mato Grosso do Sul desde 1987. Foi a primeira Faculdade a funcionar no município de Ponta Porã, MS e, com isso, muito contribuiu para o desenvolvimento educacional de uma região fronteiriça (Brasil-Paraguai), atendendo, além desse município, outros cinco municípios circunvizinhos: Amambaí, Aral Moreira, Antônio João, Bela Vista e Coronel Sapucaia. Atualmente, a Faculdade oferece quatro cursos de Graduação: Pedagogia, Educação Física, Artes Visuais e Ciências Biológicas e um curso de pós-graduaçãoLato Sensu: Metodologia e Didática do Ensino Superior.
O curso de Educação Física, licenciatura plena, foi autorizado pela Portaria Nº 766 de 31 de Maio de 2000, publicado no Diário Oficial N. 106-E, de 02 de Junho de 2000 e reconhecido pela Portaria Nº 3755 de 24 de outubro de 2005, publicado no Diário Oficial Nº. 205, de 24 de outubro de 2005; tem a duração de quatro anos com a carga horária total de 3030 horas. Esse curso disponibiliza 80 vagas anuais (mais 10% de acordo com o PROUNI), no turno noturno.

A primeira turma foi formada no ano de 2004.

Justificativa

O Curso de Educação Física foi implantado visando atender a demanda do mercado, no qual mais de 30% dos professores da região atuavam sem a devida habilitação, e os docentes habilitados baseavam suas práticas em um modelo tecnicista que não atendia as necessidades da escola pautada na formação de um cidadão ativo e consciente de seu papel na sociedade. Mesmo que a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (1996) estabelecesse, no seu artigo 26, § 1º, que “A Educação Física, integrada à proposta pedagógica da escola, é componente curricular obrigatório no ensino fundamental e médio” a realidade mostrava a hierarquização das disciplinas e a Educação Física permanecia sem alcançar seu devido valor na escola.
Observando essa disposição da Lei, os Parâmetros Curriculares Nacionais – PCNs – propunham que a Educação Física escolar tivesse uma mudança de ênfase, passando da aptidão física e do rendimento padronizado para uma“concepção mais abrangente, que contemple todas as dimensões envolvidas em cada prática corporal” (Brasil, 1997:27), influenciando nas “dimensões cultural, social, política e efetiva, presentes no corpo vivo isto é, no corpo das pessoas, que interagem e se movimentam como sujeitos sociais e como cidadãos” (Ibid.: 25).
Pretendia-se então formar um profissional com um novo perfil capaz de ocupar o espaço a ele destinado. A Educação Física deixava de ser considerada como atividade escolar, assumindo o status de componente curricular.
Neste contexto foi caracterizada como um campo de intervenção educacional que utiliza as mais diversas manifestações da cultura corporal de movimento para auxiliar a sociedade, disseminando e aplicando conhecimento sobre o movimento humano e suas possibilidades.
Compreendendo-se cultura corporal de movimento como:

(…) parcela da cultura geral que abrange as formas culturais que estão historicamente construindo-se nos planos material e simbólico, mediante o exercício intencionado da motricidade humana – jogoesporte, ginásticas e práticas de aptidão física, atividades rítmicas/expressivas e dança, lutas/artes marciais e práticas alternativas.(Betti, 2004, p.24)

Refletindo-se sobre este viés que o campo de atuação da Educação Física foi incorporando, três necessidades foram percebidas: primeira, atualização do curso frente à instituição das novas Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de graduação em Educação Física, aprovadas pela Resolução CNE/CP Nº. 7 de 31 de março de 2004; segunda, estudos e debates institucionais que visam melhorar o atendimento às demandas regionais, oportunizando aos acadêmicos uma organização curricular diferenciada, pautada em um novo enfoque educacional, que tem a pesquisa como base do ensino; e a terceira, adequar o Projeto Pedagógico do Curso de Educação Física às mesmas propostas metodológicas dos cursos de licenciatura do Instituto Superior de Educação Magsul mantido pela AESP.
O desafio final foi organizar um curso interdisciplinar pautado na pesquisa que parte de uma única pergunta condutora, que se apresenta desde o primeiro semestre e que vai permeando os demais, em busca da resposta no último semestre do curso.
Conhecendo-se as diversas abordagens da Educação Física que buscam/buscaram o significado ideal para área e refletindo-se sobre elas, concluiu-se que um único viés não seria suficiente para atender a formação de um profissional para o século XXI, percebendo-se que todos os estudos traziam contribuições que se complementavam, embora parecessem antagônicas. Para tanto foi necessário ”uma atitude de abertura, não preconceituosa, onde todo o conhecimento é igualmente importante” (Fazenda, 1996:8).
Desta maneira, buscam-se conhecer as fases do desenvolvimento e aprendizagem motora propostas pela abordagem desenvolvimentista, uma vez que compreender este processo, com ênfase no aspecto motor, é importante para a construção do conhecimento na área. Também se utiliza a relação estabelecida pelas abordagens críticas entre a Educação Física e a sociedade, pois se entende ser necessário vislumbrar um homem que se movimenta em um mundo que se movimenta, considerando-se a diversidade e a pluralidade presentes na Cultura Corporal de Movimento.
Os Projetos dos Cursos do Instituto Superior de Educação – Magsul, que formam professores têm como meta a melhoria da qualidade de vida através da educação, portanto não devem desconsiderar nenhuma faceta relacionada ao ser humano. Para tanto, a instituição pretende oferecer um curso de Licenciatura em Educação Física que assegure “uma formação generalista, humanista e crítica, qualificadora da intervenção acadêmico-profissional, fundamentada no rigor científico, na reflexão filosófica e na conduta ética” (Art. 4°, Resolução CNE/CP Nº. 7/2004)

Objetivo

Objetivo Geral do Curso

O objetivo geral do curso, é a formação de um profissional docente que reconheça a Educação Física como área de produção e aplicação de conhecimentos sobre a cultura corporal de movimento, nas suas diferentes manifestações, capaz de intervir na realidade sócio-cultural do indivíduo visando educar cidadãos autônomos com relação a prática de atividade física, recreativa e esportiva, em busca de uma melhor qualidade de vida.

Objetivos específicos para a formação do licenciado

- apresentar postura profissional que reflita o comprometimento com os valores inspiradores da sociedade democrática, que implica em respeitar a diversidade cultural na tomada de decisões metodológicas e didáticas;
- ser capaz de compreender o papel social da escola no que diz respeito ao processo de sociabilização e de ensino-aprendizagem nas suas relações com o contexto da prática educativa, participando coletiva e cooperativamente da elaboração, gestão, desenvolvimento e avaliação do projeto educativo e curricular da escola;
- ser capaz de discutir, fundamentar e justificar a presença da Educação Física como componente curricular na escola;
- ser capaz de sistematizar e socializar a reflexão sobre a prática docente, investigando o contexto educativo e analisando a própria prática profissional;
- conhecer e dominar os conteúdos da Educação Física que serão objeto da intervenção docente, adequando-os ao espaço e tempo escolares, compartilhando saberes de diferentes áreas do conhecimento;
- ser capaz de relacionar os conteúdos do componente Educação Física com os fatos, tendências, fenômenos da atualidade e aqueles dos participantes no processo;
- criar, planejar, realizar, gerir e avaliar situações didáticas eficazes para a aprendizagem e para o desenvolvimento dos alunos;
- dominar os métodos de ensino de Educação Física, bem como analisar e produzir materiais e recursos didáticos;

- gerir a classe e utilizar estratégias diversificadas de avaliação da aprendizagem.

Perfil do egresso

Perfil profissional

O egresso do curso de Educação Física das Faculdades Magsul de Ponta Porã deverá ser um profissional de formação teórico-prática abrangente, com forte embasamento crítico-reflexivo, capaz de identificar o processo de crescimento e desenvolvimento do ser humano, nos aspectos biológico, psicológico, cultural, social, relacionando esses aspectos com as questões da cultura corporal de movimento; para realizar propostas de atividades físicas, esportivas e de lazer no campo do ensino e da aprendizagem, que respeitem os princípios de transformação e emancipação; incorporando, ao longo do tempo, o hábito do estudo e da pesquisa de forma sistemática e continuada, aplicando o conhecimento adquirido, no processo de investigação, intervenção e transformação da realidade em busca de uma melhor qualidade de vida.

VOLTAR